Maio registra mais um bom resultado do Juro Zero para MEIs
Qua, 12 de Junho de 2013 17:15
De acordo com o balanço de maio, o Juro Zero, programa da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) para microempreendedores individuais (MEIs), registrou 1.001 operações, o equivalente a R$ 2,8 milhões de empréstimos. O secretário da SDS, Paulo Bornhausen, comemorou os números. "Este resultado mostra que o Juro Zero pegou para valer. Atingimos nosso maior objetivo, que era transformá-lo em um programa sem prazo para acabar", ressaltou.
Criado por determinação do governador Raimundo Colombo - que aplicou o programa pela primeira vez quando era prefeito de Lages -, desde que foi criado, em novembro de 2011, o Juro Zero realizou 14.151 operações, emprestando R$ 39.648.522. O mês com maior volume de empréstimos foi abril de 2013, movimentando R$ 2.983.959 e 1.050 operações. "Esses números mostram que os microempreendedores catarinenses assimilaram a importância da gestão administrativa, financeira e de inovação, já que cada um só pode fazer duas operações", aposta Paulo Bornhausen.
O Juro Zero para MEIs é realizado em parceria da Agência de Fomento de Santa Catarina (Badesc), responsável pela engenharia financeira; do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC), que dá consultoria de gestão e inovação; e da Associação das Organizações de Microcrédito de Santa Catarina (Amcred/SC).
Paulo Bornhausen, ao reforçar o sucesso do Juro Zero lembra que, neste momento, não há nenhuma campanha publicitária no ar anunciando o programa. "O que deixa claro que o seu sucesso se deve pela comunicação de boca a boca e pelos bons exemplos que estão circulando entre os MEIs", argumenta.

De acordo com o balanço de maio, o Juro Zero, programa da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) para microempreendedores individuais (MEIs), registrou 1.001 operações, o equivalente a R$ 2,8 milhões de empréstimos. O secretário da SDS, Paulo Bornhausen, comemorou os números. "Este resultado mostra que o Juro Zero pegou para valer. Atingimos nosso maior objetivo, que era transformá-lo em um programa sem prazo para acabar", ressaltou.

Criado por determinação do governador Raimundo Colombo - que aplicou o programa pela primeira vez quando era prefeito de Lages -, desde que foi criado, em novembro de 2011, o Juro Zero realizou 14.151 operações, emprestando R$ 39.648.522. O mês com maior volume de empréstimos foi abril de 2013, movimentando R$ 2.983.959 e 1.050 operações. "Esses números mostram que os microempreendedores catarinenses assimilaram a importância da gestão administrativa, financeira e de inovação, já que cada um só pode fazer duas operações", aposta Paulo Bornhausen.

O Juro Zero para MEIs é realizado em parceria da Agência de Fomento de Santa Catarina (Badesc), responsável pela engenharia financeira; do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC), que dá consultoria de gestão e inovação; e da Associação das Organizações de Microcrédito de Santa Catarina (Amcred/SC).

Paulo Bornhausen, ao reforçar o sucesso do Juro Zero lembra que, neste momento, não há nenhuma campanha publicitária no ar anunciando o programa. "O que deixa claro que o seu sucesso se deve pela comunicação de boca a boca e pelos bons exemplos que estão circulando entre os MEIs", argumenta.

Bookmark and Share

 

Juro Zero 100%!

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) de Santa Catarina criou o programa Juro Zero para os microempreendedores individual (MEIs). Com o Juro Zero, a SDE promove o crescimento econômico do Estado, atuando junto à base da economia. O programa está presente em 100% do território catarinense, com mais de R$ 260 milhões concedidos em linhas de crédito.

 
  
      twitter2 facebook2 rss2

© 2011 - Desenvolvimento CIASC