Com alteração do mínimo, contribuição do empreendedor individual sobe para R$ 36,20
Seg, 06 de Janeiro de 2014 15:50
Também houve reajuste na contribuição previdenciária dos segurados facultativos de baixa renda
Acompanhando a alteração do salário mínimo, que desde dia 1º de janeiro passou a ser de R$ 724, a contribuição previdenciária do empreendedor individual e dos segurados facultativos de baixa renda também foi reajustada, passando para R$ 36,20 por mês.
A contribuição à Previdência desta categoria de trabalhadores é de 5% do salário mínimo, e o reajuste também passa a valer em janeiro. O novo valor será pago em fevereiro, quando os contribuintes recolhem a contribuição referente ao mês de janeiro.
Folha de janeiro
O reajuste do salário mínimo de R$ 678 para R$ 724 foi publicado no DOU (Diário Oficial da União) no final de dezembro. O reajuste 6,78% sobre o valor em vigor durante 2013 corresponde à variação do PIB (Produto Interno Bruto) de 2012, de 1,03%, e à variação anual do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), estimada em 5,54%.
Os segurados que recebem até o piso previdenciário, o que corresponde a um mínimo, terão seus benefícios corrigidos na folha de janeiro, que começa a ser paga no dia 27 de janeiro e vai até o dia 7 de fevereiro.

Também houve reajuste na contribuição previdenciária dos segurados facultativos de baixa renda

Acompanhando a alteração do salário mínimo, que desde dia 1º de janeiro passou a ser de R$ 724, a contribuição previdenciária do empreendedor individual e dos segurados facultativos de baixa renda também foi reajustada, passando para R$ 36,20 por mês.
A contribuição à Previdência desta categoria de trabalhadores é de 5% do salário mínimo, e o reajuste também passa a valer em janeiro. O novo valor será pago em fevereiro, quando os contribuintes recolhem a contribuição referente ao mês de janeiro.

Folha de janeiro
O reajuste do salário mínimo de R$ 678 para R$ 724 foi publicado no DOU (Diário Oficial da União) no final de dezembro. O reajuste 6,78% sobre o valor em vigor durante 2013 corresponde à variação do PIB (Produto Interno Bruto) de 2012, de 1,03%, e à variação anual do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), estimada em 5,54%.
Os segurados que recebem até o piso previdenciário, o que corresponde a um mínimo, terão seus benefícios corrigidos na folha de janeiro, que começa a ser paga no dia 27 de janeiro e vai até o dia 7 de fevereiro.
Infomoney - 01/02/2014

Link de origem 

Bookmark and Share

 

Juro Zero 100%!

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) de Santa Catarina criou o programa Juro Zero para os microempreendedores individual (MEIs). Com o Juro Zero, a SDE promove o crescimento econômico do Estado, atuando junto à base da economia. O programa está presente em 100% do território catarinense, com mais de R$ 260 milhões concedidos em linhas de crédito.

 
  
      twitter2 facebook2 rss2

© 2011 - Desenvolvimento CIASC