Microempreendedor é o foco de palestra
Sex, 28 de Fevereiro de 2014 18:20
Nesta semana, o analista da Agência de Atendimento do SEBRAE-SC de Tubarão, Altair Lucinio Fiamoncini, esteve em Jaguaruna destacando a realização da Oficina Sei controlar o meu dinheiro, direcionada ao microempreendedor individual (MEI).
Essa oficina irá acontecer em Jaguaruna no dia 11 de março e em Sangão no dia 27 de março. O evento será direcionado ao empreendedor individual e estará apresentando algumas ferramentas simples de trabalho. “Serão assuntos voltados ao controle e à previsão de caixa, para que o microempreendedor possa aplicar facilmente em seu dia a dia”, destaca Altair.
De acordo com o analista, como em qualquer empresa, o Empreendedor Individual possui um negócio que precisa ter um mínimo de controle e gestão. “Por isso a oficina na área de finanças, o foco é o controle de entradas e saídas da empresa, exatamente para que ele consiga gerir os seus recursos de forma mais eficaz”.
A oficina realizada em Jaguaruna acontece na sede da Acirj, na Rua Ernesto Lacomb, centro da cidade. Em Sangão, será na Escola Estadual Bernardo Schimtz. Interessados podem entrar em contato com a Acirj através do telefone: 3624-1076
Saiba o que é Microempreendedor Individual
Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar no máximo até R$ 60.000,00 por ano e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. O MEI também pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.
A Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008 criou condições especiais para que o trabalhador conhecido como informal possa se tornar um MEI legalizado.
Entre as vantagens oferecidas por essa lei está o registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que facilita a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais.
Além disso, o MEI será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Assim, pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 37,20 (comércio ou indústria), R$ 41,20 (prestação de serviços) ou R$ 42,20 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Essas quantias serão atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo.
Com essas contribuições, o Microempreendedor Individual tem acesso a benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros.

Nesta semana, o analista da Agência de Atendimento do SEBRAE-SC de Tubarão, Altair Lucinio Fiamoncini, esteve em Jaguaruna destacando a realização da Oficina Sei controlar o meu dinheiro, direcionada ao microempreendedor individual (MEI).

Essa oficina irá acontecer em Jaguaruna no dia 11 de março e em Sangão no dia 27 de março. O evento será direcionado ao empreendedor individual e estará apresentando algumas ferramentas simples de trabalho. “Serão assuntos voltados ao controle e à previsão de caixa, para que o microempreendedor possa aplicar facilmente em seu dia a dia”, destaca Altair.

De acordo com o analista, como em qualquer empresa, o Empreendedor Individual possui um negócio que precisa ter um mínimo de controle e gestão. “Por isso a oficina na área de finanças, o foco é o controle de entradas e saídas da empresa, exatamente para que ele consiga gerir os seus recursos de forma mais eficaz”.

A oficina realizada em Jaguaruna acontece na sede da Acirj, na Rua Ernesto Lacomb, centro da cidade. Em Sangão, será na Escola Estadual Bernardo Schimtz. Interessados podem entrar em contato com a Acirj através do telefone: 3624-1076

Saiba o que é Microempreendedor Individual

Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar no máximo até R$ 60.000,00 por ano e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. O MEI também pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

A Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008 criou condições especiais para que o trabalhador conhecido como informal possa se tornar um MEI legalizado.

Entre as vantagens oferecidas por essa lei está o registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que facilita a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais.

Além disso, o MEI será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Assim, pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 37,20 (comércio ou indústria), R$ 41,20 (prestação de serviços) ou R$ 42,20 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Essas quantias serão atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo.

Com essas contribuições, o Microempreendedor Individual tem acesso a benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros.

 

Folha Regional - 28/02/2014

Link de origem 

Bookmark and Share

 

Juro Zero 100%!

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) de Santa Catarina criou o programa Juro Zero para os microempreendedores individual (MEIs). Com o Juro Zero, a SDS promove o crescimento econômico do Estado, atuando junto à base da economia. O programa está presente em 100% do território catarinense, com mais de R$ 100 milhões concedidos em linhas de crédito.

{youtube}lh8Q4Eq5Xdc{/youtube}
  
      twitter2 facebook2 rss2

© 2011 - Desenvolvimento CIASC