Empreendedores Individuais receberão boletos via Correios
Qui, 13 de Fevereiro de 2014 15:23

 

A Secretaria da Micro e Pequena Empresa passará a enviar pelos Correios as guias de recolhimento para que os microempreendedores individuais (MEI) e profissionais autônomos, cuja receita é até R$ 60 mil por ano, paguem seus tributos.Segundo o ministro Afif Domingos, no ano passado a inadimplência entre os 3,7 milhões de cadastrados como microempreendedores chegou a 55%. Ele acredita que a falta de pagamento é causada pela dificuldade de acesso às guias disponíveis para imprimir na internet, porque nem todos os cadastrados têm acesso frequente à rede de computadores.
A Secretaria da Micro e Pequena Empresa passará a enviar pelos Correios as guias de recolhimento para que os microempreendedores individuais (MEI) e profissionais autônomos, cuja receita é até R$ 60 mil por ano, paguem seus tributos.
Segundo o ministro Afif Domingos, no ano passado a inadimplência entre os 3,7 milhões de cadastrados como microempreendedores chegou a 55%. Ele acredita que a falta de pagamento é causada pela dificuldade de acesso às guias disponíveis para imprimir na internet, porque nem todos os cadastrados têm acesso frequente à rede de computadores.
Read More
Os carnês para pagamento devem chegar até 20 de fevereiro e os custos com o envio serão da secretaria. Os microempreendedores individuais pagam R$ 36,20 de contribuição previdenciária, R$ 5 do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), caso atuem na prestação de serviços, e R$ 1 relativo ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
Segundo Afif Domingos, o tempo em que os cadastrados deixaram de pagar não deve ser cobrado. “No caso da Previdência, por exemplo, quem não pagou só ficou fora do benefício”, disse o ministro. Segundo ele, será necessária uma emenda à Lei n° 128/08, que criou a figura do microempreendedor individual, para isentá-los do pagamento dos demais tributos no último exercício.

A Secretaria da Micro e Pequena Empresa passará a enviar pelos Correios as guias de recolhimento para que os microempreendedores individuais (MEI) e profissionais autônomos, cuja receita é até R$ 60 mil por ano, paguem seus tributos.

Segundo o ministro Afif Domingos, no ano passado a inadimplência entre os 3,7 milhões de cadastrados como microempreendedores chegou a 55%. Ele acredita que a falta de pagamento é causada pela dificuldade de acesso às guias disponíveis para imprimir na internet, porque nem todos os cadastrados têm acesso frequente à rede de computadores.

Os carnês para pagamento devem chegar até 20 de fevereiro e os custos com o envio serão da secretaria. Os microempreendedores individuais pagam R$ 36,20 de contribuição previdenciária, R$ 5 do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), caso atuem na prestação de serviços, e R$ 1 relativo ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Segundo Afif Domingos, o tempo em que os cadastrados deixaram de pagar não deve ser cobrado. “No caso da Previdência, por exemplo, quem não pagou só ficou fora do benefício”, disse o ministro. Segundo ele, será necessária uma emenda à Lei n° 128/08, que criou a figura do microempreendedor individual, para isentá-los do pagamento dos demais tributos no último exercício.

 

Tribuna do Norte - 11/02/2013

Link de origem

 

Bookmark and Share

 

Juro Zero 100%!

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) de Santa Catarina criou o programa Juro Zero para os microempreendedores individual (MEIs). Com o Juro Zero, a SDE promove o crescimento econômico do Estado, atuando junto à base da economia. O programa está presente em 100% do território catarinense, com mais de R$ 260 milhões concedidos em linhas de crédito.

 
  
      twitter2 facebook2 rss2

© 2011 - Desenvolvimento CIASC